Site Autárquico Loulé

Frota dos Bombeiros de Loulé reforçada com veículo inovador

09 de janeiro de 2008

O Corpo de Bombeiros de Loulé apresentou hoje um novo veículo que vai reforçar a sua frota. Esta é uma viatura inovadora, com características especiais que a tornam na única existente no sul do País. De acordo com o Comandante dos Bombeiros de Loulé, José Faísca, trata-se de um veículo bivalente, com características um pouco acima do comum, tendo em conta alguns riscos acrescidos que existem no Concelho de Loulé, nomeadamente na área do transporte de matérias perigosas, sobretudo no que diz respeito ao transbordo de combustíveis que é feito diariamente na Estação de Loulé, com percurso até ao Aeroporto de Faro. “No caso de existir qualquer acidente temos de estar prevenidos para, da melhor forma, podermos suprir essa situação”, explica o Comandante. Nesse sentido, este é um carro que tem possibilidades de fazer combate directo pois possui um canhão que pode fazer o arrefecimento de cilindros em camiões. Deste modo, permite fazer o combate em zonas industriais e pode igualmente fazer o transporte de água para apoio a outros veículos. Daí que tenha uma característica que não é muito normal que é a de oito rodas de puxo, com quatro diferenciais, para que em situações de incêndios florestais também possa servir de apoio, indo mais próximo dos veículos de controlo e combate, facilitando assim uma maior rapidez na manutenção desses veículos em termos de abastecimento de água e que poderá combater com maior facilidade. Uma das principais características do veículo é também a sofisticação informática já que na retaguarda tem um monitor electrónico através do qual o operador poderá solicitar a mistura automática com aditivos, em função de determinados tipos de incêndio, o que irá melhorar as condições para extinção. Ou seja, tem dois depósitos de espuma (um com 3% e outro com 1%), que ao ser adicionada água vai aumentar a capacidade de extinção. Para além disso, o veículo comporta todo o equipamento necessário para uma intervenção urbana, dos aparelhos respiratórios às mangueiras. “Não sendo um carro totalmente vocacionado para combate, é um carro para transporte de água que pode apoiar e fazer combate”, refere ainda o Comandante Faísca. O custo desta viatura ascendeu a 160 mil euros e, com ela, os Bombeiros de Loulé passam agora de dispor de uma frota com 30 veículos.