Site Autárquico Loulé

Autarquia de Loulé distribui livros sobre Zero Desperdício a alunos do Concelho

Autarquia de Loulé distribui livros sobre Zero Desperdício a alunos do Concelho

Educação

18 de abril 2018

À semelhança do ano letivo transato, o Município de Loulé iniciou esta semana a oferta da Coleção de Livros Zero Desperdício a alunos das escolas do Concelho.

Com o objetivo de despertar a atenção dos mais novos para a questão do desperdício alimentar e a maneira como ele é gerado nas mais variadas situações, a Câmara Municipal de Loulé, em parceria com a Associação DARiACORDAR, oferece a todos os alunos do 1º ano de escolaridade (1º ciclo) de todos os estabelecimentos de ensino existentes no Concelho, a Coleção de livros infantis do Movimento Zero Desperdício, por forma a torná-los agentes ativos na construção coletiva de estilos de consumo mais responsáveis, para um futuro mais sustentável.

A distribuição dos livros, decorre durante os meses de abril e maio, e conta com a dinamização de sessões lúdicas e interativas sobre a problemática, junto dos alunos do 1º ano.

A coleção é constituída por 4 livros, escritos e ilustrados por autores portugueses, criados pela DARiACORDAR e os seus parceiros J.W.Thompson e o Clube do Autor: “A Rita encolheu. E agora?” (Marta Hugon e António Jorge Gonçalves); “A vida difícil de uma manteigueira” (Isabel Zambujal e Rodrigo Goulão de Sousa); “Confusão no Corredores dos Enlatados” (José Luís Peixoto e Catarina Bakker); “O Tio Desafio” (Ana Maria Magalhães, Isabel Alçada e Carla Nazareth).

A calendarização das entregas será a seguinte: de 16 a 20 de abril, Agrupamento de Escolas Padre João Coelho Cabanita; de 23 a 30 de abril, Agrupamento de Escolas Engº Duarte Pacheco; 2 e 3 de maio, Agrupamento de Escolas de Almancil; 4 de maio, Agrupamento de Escolas D. Dinis; 14 e 15 de maio, Agrupamento de Escolas Drª Laura Ayres;.

Para os responsáveis da Autarquia, “com a cooperação interinstitucional entre Município, escolas e comunidade, é possível dar passos rumo a um futuro mais saudável e sustentável”.