Site Autárquico Loulé

Pedro Cary e Alexandre Costa distinguidos com Medalha de Mérito Municipal de Loulé

Pedro Cary e Alexandre Costa distinguidos com Medalha de Mérito Municipal de Loulé

Cultura

14 de maio de 2018

Decorreu na manhã da passada quinta-feira aquele que foi um dos momentos altos do Dia do Município de Loulé: a Cerimónia Solene dos Agraciados. Este ano foram dois os distinguidos com a Medalha de Mérito Municipal – Grau Ouro: o jogador de Futsal Pedro Cary, um louletano que se tem destacado no panorama desportivo, e Alexandre Costa, diretor da Escola Secundária de Loulé, distinguido, em 2010, com o Prémio Nacional de Professor, que não tendo raízes em Loulé tem tido um papel muito importante no contexto educativo concelhio.

Como referiu o presidente da Autarquia, os dois Agraciados “são bem o espelho da riqueza humana que nos engrandece e que, pela força do seu exemplo profissional, não só nos deixaram uma marca como nos estimulam a seguir os seus trajetos de excelência”.

O autarca sublinhou o espírito agregador da comunidade louletana que tão bem acolhe quem não nasceu neste território mas que escolhe Loulé para viver ou trabalhar. “O Pedro nascido em Loulé e o Alexandre vindo de fora constituem um belo exemplo de como uma comunidade sã e adulta deve viver e trabalhar. É precisamente esta capacidade de articulação virtuosa entre a raiz local e a abertura e aceitação daquele que vem de fora que nos engrandece, enriquece e humaniza”, sublinhou Vítor Aleixo.

Ausente da cerimónia por encontrar-se em competição, o jogador Pedro Cary fez-se representar na sessão pela sua mãe e pelo seu irmão. Já Alexandre Costa, recebeu das mãos do presidente da Câmara a medalha e deixou algumas considerações sobre o seu percurso pessoal e profissional. “Tenho tido a sorte de trabalhar com pessoas boas. Tenho uma escola que me tem apoiado”, considerou o homenageado. O responsável da Escola Secundária de Loulé sublinhou ainda o seu percurso de vida dedicado ao trabalho e destacou a influência de duas organizações na sua formação enquanto Homem, os Escuteiros e o Movimento Rotário.

Recorde-se que a atribuição de Medalhas de Mérito é uma iniciativa que a Câmara Municipal de Loulé realiza desde 1993, tendo sido já entregues 115 medalhas.

 

Os Agraciados de 2018

 

Pedro Miguel Fangueiro São Payo Cary nasceu a 10 de Maio de 1984. É Licenciado em Educação Física pelo Instituto Dom Afonso III desde 2008. De origens louletanas, é jogador de Futsal no Sporting Clube de Portugal e da Seleção Nacional ao serviço da qual sagrou-se campeão europeu no passado dia 10 de fevereiro, na Eslovénia, onde marcou 4 golos e obteve a sua 143.ª internacionalização. É também sub-capitão da Seleção Nacional. Cedo o seu percurso se cruzou com o desporto. Atleta nato, primeiro como jogador de Ténis no Clube Ténis de Loule, onde inicia com 5 anos de idade. Concilia esta atividade com a prática de Futebol nas escolas da Câmara, e em seguida no Louletano Desportos Clube. Conquista variadíssimos títulos algarvios, nomeadamente em Ténis, e somente aos 15 anos ingressa na prática de Futsal nos Falcoes (1999). Em seguida ingressa na Casa do Benfica de Loulé onde termina a sua fase de formação e se inicia como sénior. As Fontainhas foram o clube que se seguiu e onde se mostrou nas divisões inferiores do Futsal nacional (2004-2006). Seguiu se um ano em Melilla (Espanha) para disputar a 3ª divisão, e onde frequentou o 4º ano do Curso de Desporto. No ano de 2007 ingressa no Clube de Futebol Os Belenenses, onde se torna profissional de Futsal, realiza o estágio e ultimo ano do curso de Educação Física e Desporto iniciado em Loule. Conquista o seu primeiro título nacional, Taça de Portugal (2009/10). É chamado pela primeira vez aos trabalhos da Seleção Nacional (22 de janeiro de 2008) pelo selecionador Orlando Duarte, sendo o mesmo, responsável pela sua contratação na época de 2010/11, onde passa a representar o Sporting Clube de Portugal, clube onde se mantem até hoje. Até então conquistou 5 campeonatos nacionais, 4 taças de Portugal, 3 supertaças, 2 taças da Liga, 3 taças de Honra Associação de Futebol de Lisboa. O ponto alto da sua carreira foi a recente conquista do Campeonato Europeu ao serviço da Seleção Nacional na Eslovénia.

Alexandre Costa é o presidente do Conselho Executivo da Associação Europeia para o Ensino da Astronomia (EAAE) e diretor da Escola Secundária de Loulé. Em Portugal tem estado envolvido em diversos projetos educacionais, nacionais e internacionais, em especial nas áreas de Física e Astronomia. Tem participado na coordenação técnica da construção de Exposições Permanentes de Centros de Ciência (nomeadamente como responsável principal da reconstrução do Centro Ciência Viva do Algarve) e na dinamização de atividades de promoção da Ciência, nomeadamente exposições temporárias e dinamização de planetários portáteis por todo o continente e ilhas. Tem, desde 1998, sido formador de muitos cursos de formação de professores da EAAE na Europa.

Foi emissário da UNESCO para o lançamento dos Cursos NASE da União Astronómica Internacional (IAU) para a formação de professores na área da astronomia em países emergentes na América do Sul (Equador e Peru) em julho de 2009. Posteriormente participou na adequação e participou como formador no lançamento dos mesmos cursos em África (no Gana) em janeiro de 2013. Faz parte da organização desde a génese das Olimpíadas de Astronomia para alunos, tendo sido presidente da Comissão Organizadora entre 2006 e 2009.

É autor de manuais didáticos de Física, Química e Astronomia e é autor diversos livros e publicações, quer na área da educação quer para o público em geral. A Câmara Municipal de Beja concedeu-lhe a Medalha de Mérito Municipal (grau prata) em 2000. Em 2005, no Ano Internacional da Física, a Sociedade Portuguesa de Física atribuiu-lhe o Prémio Rómulo de Carvalho, destinado a distinguir o melhor professor de física do ensino não superior português e, em 2010, recebeu, do Ministério da Educação, o Prémio Nacional de Professor.