Site Autárquico Loulé

BOA PRÁTICA DO MUNICÍPIO DE LOULÉ DISTINGUIDA NOS PRÉMIOS ESSÊNCIA DO AMBIENTE

BOA PRÁTICA DO MUNICÍPIO DE LOULÉ DISTINGUIDA NOS PRÉMIOS ESSÊNCIA DO AMBIENTE

Ambiente

09 de junho 2023

O projeto “Reutilização de Águas Residuais Tratadas em Contexto Escolar” foi laureado no Prémio Essência do Ambiente, valendo ao Município de Loulé mais um galardão na área da sustentabilidade ambiental e ação climática.

Vencedor na categoria “Boas Práticas”, este projeto pioneiro levado a cabo na Escola EB2,3 Padre João Coelho Cabanita, em Loulé, passou pela instalação de um sistema de tratamento de águas para aproveitamento/reutilização da mesma na rega dos espaços cultivados da escola. Este sistema permite agora recorrer a uma origem de água alternativa, contribuindo para reduzir o consumo de água da rede pública de distribuição na escola.

O recinto escolar conta com vários espaços plantados com oliveiras e outras árvores de fruto, espécies aromáticas e ornamentais e uma horta pedagógica, numa extensão de muitas centenas de metros quadrados onde os alunos dos cursos profissionais trabalham e adquirem novas competências.

Próximo desta área, existem uns balneários que dão apoio às atividades desportivas que se realizam no campo de jogos com relva sintética e que têm uma utilização intensiva, passando por lá semanalmente cerca de 100 alunos e 215 atletas.

A par do reaproveitamento, a mais-valia deste projeto tem a ver com o facto de se tratar de uma comunidade escolar envolvida na reutilização de água, o que irá potenciar a consciencialização e sensibilização para a escassez de água e para o seu uso de forma racional e sustentável.

Os prémios Essência do Ambiente, iniciativa desta publicação digital dedicada aos temas da sustentabilidade ambiental, pretendem ser uma extensão da missão de sensibilizar, pela divulgação de boas ações, e mostrar que Portugal está no caminho de uma Economia Circular e Sustentável, pese embora, muitas vezes, os projetos não sejam conhecidos, nem devidamente destacados junto da sociedade civil.

Os critérios de avaliação do júri tiveram em conta o impacto enquanto agente de mudança, adequação aos objetivos, capacidade de replicação, inovação e criatividade na abordagem, aplicação prática alinhada com a sustentabilidade ambiental e alinhamento com os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável.

“Orgulhamo-nos por mais esta distinção, sobretudo por ser um prémio nesta área que diz respeito às questões do ambiente e tudo o que respeita ao trabalho de resiliência para enfrentarmos os desafios da mudança do clima, o principal problema que a Humanidade enfrenta. Loulé continua assim, a dar o seu contributo para esta causa global, em especial através de ações junto dos mais novos, os principais promotores da mudança”, consideram os responsáveis municipais.

Multimédia0Multimédia1